terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

colarinhos-brancos

líria porto

vassalos do poder
lacaios do capital
entreguistas
fecham acordos
fuçam e furam leis
alinhavam remendos
sem sequer saber
cerzi-los

*

haicai

líria porto

horas infernais
galo cacareja e cão
ladra no quintal

*

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

voo

líria porto

escalar o penhasco
e ao chegar lá no alto
jogar o corpo no espaço

*

necessidades

líria porto

madame
resolve a fome e a gula
almoça e janta com santo
ceia e merenda com lúcifer

*

sábado, 25 de fevereiro de 2017

chin ching

líria porto

a bunda murcha
os peitos pela cintura
a mulher em cingapura
(belíssima)
a receber seus fregueses

*

rio doce

líria porto

mariana
não o riso espontâneo das águas
rio com lágrimas sal nos lábios
batismo de sangue
e lama

*

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

gratuito

líria porto

eu amo as brabuletas humanas e insetas
eu amo as humanas brabuletas e incertas
eu amo as mundanas

*

desilusão

líria porto

de chorar virou do avesso
por esperar tanto tempo
não o denunciar
achar que sapos são príncipes
e que ela própria
é princesa

*

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

haicai

líria porto

lua platinada
qual estrela de cinema
a pisar nas nuvens

*

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

sensíveis

líria porto

partes internas das dobras
por onde passam arrepios
lá onde moram as cócegas

*

autorretratação

líria porto

monoglota troglodita –– filósofa de boteco
penúltima flor do lar inculta
e velha

*

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

di_urnas

líria porto

de pular de galho em galho
ora macaco ora passarinho
canto e faço micagens
mas não me afasto um milímetro
dos meus princípios
e afins

*

pena capital

líria porto

condenados desde o nascimento
deslizamos pelo corredor da morte
durante toda a vida

*

docinho

líria porto

açúcar açúcar açúcar
mascavo cristal refinado de confeiteiro
necessito mais açúcar que oxigênio

*

conselho

líria porto

se eu fosse tu
(acontece que não sou)
faria tudo diferente
e nem por isso
melhor

*

pontos fortes

líria porto

se queres ler minha alma
começa por me levantar a saia
procura-me na celulite nas varizes
na fragilidade

*

domingo, 19 de fevereiro de 2017

possuir-me?

líria porto

pobre diabo
possuir é apoderar-se da alma
nenhum homem o conseguiu

*

haicai

líria porto

manhã sem véu
o sol reza a missa
mas não perdoa

*

sábado, 18 de fevereiro de 2017

o pato de troia

líria porto

vestiram verde amarelo
ocuparam a avenida
acusaram julgaram
bateram panelas
exigiram o impeachment
instalaram o caos
enfiaram a viola no saco
e depois
morderam a língua

das complicações

líria porto

despenco dentro de mim
e quanto mais chego ao fundo
percebo que nesse mundo
não há lugar para o simples

(há quem prefira
rosas de hiroshima)

*

meteoro

líria porto

o macho veio com tudo
apontou –– errou o murro
raspou na orelha do mundo
espatifou-se em si mesmo

*

delação

líria porto

quando as verdades são murchas
mentiras são suculentas
acusa-se um lado de espúrio
se não têm provas
inventam-nas

*

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

da concorrência

líria porto

pomba gira dança roda pira
pomba é
foda –– levou meu amor
e eu sobrei no terreiro


*

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

moça de família

líria porto

a manhã –– linda e cheirosa
irmã de aurora e tardinha
quer visitar a prima
mas não pode

(é que noite tem má fama
vive de bar em bar
cercada de puta
marmanjo
a cheirar pó de estrela)

*

doméstico

líria porto

domingo maria foi morta
com a faca da cozinha
a mesma que preparava
a comida do assassino

*

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

tortura

líria porto

fagulhas
agulhas de fogo
fincadas nos poros
no couro nas unhas
nos ossos
forçam-nos a fazer
o que querem
os poderosos

*

paupérrimo

líria porto

saio à procura do verso
a mendigar qualquer rima

vejo-o na esquina –– inerte
com crise de hipotermia

*

belzebu

líria porto

o postiço –– um capiroto
com seus dedinhos infectos
seus ministrinhos de merda
a transformar meu país
num solo impróprio
infértil

*

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

amore

líria porto

íamos juntos
lado a lado
abraçados
de mãos dadas
pelas ruas
pelos becos
pela avenida

nos lugares
perigosos
segurava-te
mais forte
tinha medo
que sumisses
que te fosses
antes de mim

tu partiste
fiquei órfã
sem afago
sem amigo
e tua falta
é mais funda
que a tua cova

*

sábado, 11 de fevereiro de 2017

xeque-mate

líria porto

despencam-se os impérios
com eles os poderosos
aqueles que imaginam
que a vida só é válida
para eles próprios

(reis cavalos e bispos
nós todos somos peões
tudo vai num mesmo golpe
para a mesma vala)

*

repartir o pão

líria porto

não choveu –– senti certo alívio
cansei-me do céu chorar
lágrimas de crocodilo

(soubesse o céu o que é justo
quanto dói a escassez
chovia no sertão)

*

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

síntese

líria porto

mais dia
menos dia
noite

*

haicai

líria porto

despenca do céu
igual bola de menino
a lua amarela

*

haicai

líria porto

imensa redonda
a lua feita a compasso
atrás da vidraça

*

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

mascarados

líria porto

então eu não fui
neguei-me
quis ser eu só para mim
sou a pessoa que tenho
não poderia perder-me
por alguém que conhecera
num baile de fantasia

*

obra

líria porto

o poema
nunca fica pronto
a gente mexe mexe mexe
e quanto mais mexe
mais fé

*

bullying

líria porto

verso me pega
é na curva

atravesso a avenida
estapeia minha bunda

a poesia destroça-me
(a poesia é profunda)

*

o passado

líria porto

quisera tê-lo esquecido
deixei-o faz tanto tempo
porém frequenta meus sonhos
ressurge dos labirintos
atiça medos remorsos
revolve minha desordem
bagunça-me os sentimentos

*

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

haicai

líria porto

os lírios no mato
brotaram como capim
natureza pródiga

*

bisavós

líria porto

depois dos setenta
a velhice galopa
e o espelho 
como algoz
esfrega o tempo
nas nossas
fuças

(melhor manter o humor)

*

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

passeio

líria porto

dispersou-se o vento
ficou-me a brisa
camisa de algodão
caminho na praia
pegadas na areia
espero me sigas
tarde de verão

*

devastação

líria porto

goles de ressentimento
algumas gotas de mágoa
consumidos todo dia
funcionam como veneno
fazem surgir algum câncer
entopem as coronárias

*

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

até que a vida nos junte

líria porto

a gente não nasce grudado
porém um dia se encontra
resolve andar lado a lado

*

marcha-ré

líria porto

era uma vez o futuro
então ergueram os muros
não se vê mais o horizonte

*

autofagia

líria porto

cadáveres cheios de vida
um banquete às bactérias –– às varejeiras
um brinde

*

tribunal

líria porto

quem sabe de ti
tu ou eu
que vejo teu desajuste
tuas maldades orgulho
e ainda assim te aceito?

quem sabe de mim
eu ou tu
que não perdoas meus erros
e em mim só achas
defeitos?

quem sabe de nós
quem nos julga?

*

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

cuspida e escarrada

líria porto

olho-o e me convenço
esse espelho não é meu
deve ser da minha avó
a mais velha mulher
do mundo
:
a matusaleia

*

em resumo

líria porto

a vida é a santa –– é a puta
a que promete e não cumpre

a morte é certa

*

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog