domingo, 18 de junho de 2017

bazófia

líria porto

combinado coração
eu não vou morrer de câncer
mas de infarto fulminante

não duelo com a vida
quando a morte me quiser
apareça co'a borduna

(quem dera a gente pudesse
ser autor e diretor
da nossa peça medíocre)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog